Isomorfismo normativo e redes na pesquisa científica brasileira

Thiago Rafael Nogueira Cardoso, Crystyane Ferreira Bernardino, Uajará Pessoa Araújo

Resumen

O presente artigo tem como objetivo compreender a dinâmica dos programas de pós-graduação stricto sensu do Brasil: Administração na Fundação Getúlio Vargas em São Paulo (FGV-SP) e Clínica Veterinária da Universidade de São Paulo (USP) e entender as prováveis respostas à normatização da Capes. A investigação empregou métodos sócio-bibliométricos, teorias institucionais e as de rede, discutindo a evolução da produção científica dos programas no período de 2004 a 2016, e utilizando os testes estruturais da teoria de redes como (scale-free, small-world, centro periferia e homofilia). O método utilizado teve uma abordagem objetivista. Conclui-se ao avaliar as redes que existe indícios de isomorfismo normativo. As redes apresentam características diferentes em sua composição e reagem de forma diferente aos testes propostos. A adaptação às normatizações pode se dar através de autoria espúria, sendo este estudo importante para contribuição neste campo.

Palabras clave

Redes Sociais ; sociometria ; produção bibliográfica; institucionalismo

Texto completo:

PDF (Português)

Métricas de artículo

Cargando métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM
Copyright (c) 2018 Thiago Rafael Nogueira Cardoso, Crystyane Ferreira Bernardino, Uajará Pessoa Araújo