Mapeando as Relações Sociais em Aglomerados de Empresas

Edgar Reyes Junior, Cláudio dos Reis Gonçalo, Cristiane Nascimento Brandão

Resumen

Este artigo analisa as relações sociais internas e externas de empresas localizadas no distrito industrial de couro de Estância Velha - Brasil. Estas relações foram analisadas sob a perspectiva da confiança, a qual considera como elementos constituintes: as características das pessoas, a continuidade dos processos e aspectos institucionais. Foram estudadas todas as 53 empresas do setor de curtumes do distrito que formaram uma rede social com 250 empresas de 6 diferentes países, abrangendo toda a cadeia coureiro-calçadista. Neste estudo foi utilizada a metodologia de análise de redes sociais que permitiu a mensuração de diferentes de relacionamentos. Os resultados indicam que os principais determinantes da confiança foram as relações processuais e institucionais; que as relações não comerciais têm maior impacto que as relações comerciais; que a reputação é o principal componente da confiança baseada em instituições e que esta é mais dependente das relações de amizade, que das relações comerciais. Também pode ser identificado que o índice relacional construído para a análise aumenta em função do aumento do porte da empresa; do tempo de existência da organização; do aumento da escolaridade do empresário; e da atividade exportadora.

Palabras clave

Aglomerações industriais, análise de redes sociais, confiança, capital social

Texto completo:

PDF
Copyright (c) 2012 Edgar Reyes Junior, Cláudio dos Reis Gonçalo, Cristiane Nascimento Brandão